sábado, 15 de maio de 2010

Sherlock desempregado



Durante toda a minha vida como investigador, meu instinto dedutor e minhas habilidades me deram fama e fortuna. Ah nos meus bons e velhos anos de perícia como eu aprendi sobre o ser humano, poderia conhecê-lo pelos cinco minutos que estivesse em minha presença. Podia encontrar uma agulha no palheiro mesmo que isso fosse improvável. Podia encontrar um marido infiel, mesmo que ele estivesse se mudado para outra cidade, pintado o cabelo se seu novo nome fosse Debby. Uma amiga desaparecida? Fácil! Devido aos seus hábitos e costumes, coisas em comum que fizeram na infância. A encontraria mesmo que seu bom gosto tivesse mudado depois da meia idade e ela resolvesse gostar High School Music, só pra agradar a filha adolescente. Só que agora as coisas mudaram. As pessoas mudaram, estão muito mais urgentes e meu trabalho minuscioso de pesquisa parece ser muito demorado e demasiadamente ultrapassado.
Pois agora lhes apresento o panorama atual das investigações: Eu Sherlock Holmes, um ícone da investigação mundial, estou desempregado, fiquei obsoleto, tornei-me um inútil. Porque sem a minha ajuda hoje qualquer um pode encontrar a amiga na comunidade "Colégio filhas da mãe de 52" no orkut ou então a encontrará em um facebook, sonico, twitter, blog, myspace, skype, msn, imo.im, meebo, ebuddy, enfim em algum desses lugares certamente. E quanto a telefones? Com diversos modelos que fazem verdadeiros milagres além de forjarem provas, tem photoshop, entram na internet, tiram foto, fazem teleconferência, possuem jogos dos mais modernos e entre outras coisas ainda servem para se comunicar, veja só! Marido infiél? Foi-se o tempo que tínhamos apenas um endereço a procurar e talvez um único número de telefone. Hoje temos um rádio com o qual você pode se comunicar com o mundo, dois celulares ou apenas um com três chips, no qual um desses chips pode te dar fama, funk e samba. Ah! Também estou vendendo minha Nikon. Afinal, pra que meu zoom de longo alcance, se com uma câmera de celular e o youtube você descobre que o Pedro roubou seu chip. Eu me despeço aqui, rumo ao meu novo emprego. Afinal se não se pode com eles tente pelo menos sair lucrando junto. Google me aguarde, aí vou eu!

3 comentários:

Paulinha Machado disse...

Hhauhuahuahuhauhau.
"Pedroooooo, me dá meu chipeeeeee".
Você é ótima, como sempre...
Bjuss

Juliana disse...

muitooo bom!! hahah

Escritora em construção disse...

Vou escrever uma carta sobre este post.
Sim, porque as pessoas esqueceram como é delicioso receber (e enviar) cartas!!!

Adoro seu espaço!
Escreva mais, divulgue mais, publique seu livro!!

Amo-te!!

Beijos

Postar um comentário